Orpheu Leal

Como é bom viver em Paz!

Textos



EXPRESSÕES ESDRÚXULAS
 
 
 Há escritores que abusam exageradamente do vernáculo, usando palavras de pouquíssimo uso, achando-se o “rei da cocada preta". Alguns escrevem textos exóticos, dando a entender que estão falando uma outra língua. Encrustar termos que não condizem com a beleza da linguagem, obrigando o leitor ao uso constante do dicionário, é um exemplo clássico de esdrúxulo cabotinismo .
 No meu tempo de ginásio, o professor de português deu o seguinte exemplo, não mencionando o autor do interessante texto:
 ''Meu filho Creso, se for por ignorância tua, perdoo-te, mas se queres debochar de minha alta prosopopeia, dou-te um sopapo no alto da sinagoga, amasso a tua massa endocefálica, e deixo-a caída no solo pátrio.”
  Sendo assim, acho de bom alvitre não abusarmos de termos absurdamente excêntricos, somente a fim de mostrarmos profundos conhecimentos linguísticos. A simplicidade cabe em toda parte.
Orpheu Leal
Enviado por Orpheu Leal em 17/01/2015
Alterado em 22/01/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras