Orpheu Leal

Como é bom viver em Paz!

Textos



  PARA CECÍLIA MEIRELES - Dueto

 

Ah, Cecília, que falta fazes!
Tu nos ensinaste
que somos sempre outros
e somos sempre os mesmos,
que nossos ouvidos estavam enganados
e a felicidade estava dentro de nós,
que não havia ventos que nos desfizessem
e não havia águas que nos afogassem,
que somos de todos os caminhos
e todas as coisas esperariam por nós,
que não falássemos palavras vãs
e alcançássemos a glória de ficar em silêncio!


 
NOTA: Em 09.11.2014 fez cinquenta anos que ela se foi; como sempre sem alarde, aquela que cultuava o silêncio.


                         
Orpheu Leal e Lucia Armenio Leal
Enviado por Orpheu Leal em 16/11/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras