Orpheu Leal

Como é bom viver em Paz!

Textos



SURPREENDENDO - Poema Verbal 48
 
Vivi, vivi
e aprendi.
Fui examinado
e aprovaram-me.

Ensinei
e aprenderam.
Continuemos aprendendo,
ensinando, surpreendendo.

 
O saber é uma luz que ilumina a mente.


 

 
Recebi, de presente, uma bela interação de Valéria Escobar:
 
Vivendo,
aprendendo,
recomeçando,
transformando,
surpreendendo.

 
O POEMA VERBAL foi criado por Orpheu Luz Leal em 09.05.2013. É composto por, no mínimo, quatro versos (quadra) e, no máximo, por oito (oitava). Contém somente verbos, locuções verbais, adjetivos derivados de verbos (= o particípio), pronomes pessoais, o advérbio NÃO e a conjunção E. São versos livres quanto à métrica e quanto às rimas. É preciso escrever Poema Verbal, tenha ou não título. Pode-se inserir um último verso, um monóstico, que será como o autor desejar.
Orpheu Leal
Enviado por Orpheu Leal em 18/03/2014
Alterado em 20/03/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras